terça-feira, 23 de agosto de 2016

Em breve o novo cd de Alugiana

A cantora Alugiana tem crescido dia a pós dia no meio gospel onde a mesma tem dedicado sua vida em fazer a obra do Senhor levando a palavra de Deus através do louvor nos quatro cantos do Brasil.






Depois dos sucessos dos CDs "Melhor assim, " Após o Arrebatamento" e "A Glória", a cantora está prestes a lançar o seu mais novo álbum que tem por título "Santifica" e que está sendo produzido pelos produtores Rafael Andrade e Júnior Andrade que, pelas publicações que já foram postadas pela dupla em suas redes sociais, será um trabalho mais do que especial.



A capa do CD, foi desenvolvida pela ME Design que capricharam na arte e tomaram por base a passagem bíblica que se encontra em Mateus 5:14 "Vós sois a luz do mundo..."onde o tema central do álbum foi levado bem a sério.



Desejamos a cantora mineira Alugiana muitas bençãos do céu e que este novo trabalho possa alcançar o maior número de almas possíveis pois, estamos vivendo dias onde realmente a igreja de Cristo precisa ser a luz para este mundo que tem caminhado de passos largos para o abismo, porém fazemos parte do exército de Cristo aqui na Terra onde com os dons que Ele nos concedeu fazemos a diferença e as almas são salvas





sábado, 13 de agosto de 2016

Início das festividades na Igreja Assembléia de Deus em Santa Efigenia

Sentimos Deus essa noite aquele frio de inverno se transformou em aquecimento

 Deus que mais de nós e sua palavra e pura  e transformadora a nossa igreja jamais será a mesma assim foi a abertura da festividade o 8:Encontro de Missões em Santa Efigenia de Caratinga louvaram ao Senhor , Alugiana e Daniela Marques ambas aqui de nossa região a Palavra foi ministrada pelo jovem Tarick Barbosa 

A programação se segue até o dia 21 de agosto você está convidado a participar conosco 


terça-feira, 9 de agosto de 2016

Vitamina D contra diabete Mellitus

O interesse por vitaminas para a prevenção de doenças não é novo. Na década de 1980, as vitaminas A e E ganhavam os holofotes. Estudos epidemiológicos sugeriram que estas vitaminas antioxidantes pudessem prevenir câncer e doenças cardiovasculares. Foi motivo de muita euforia e expectativa. Descobria-se um tratamento natural e barato para prevenir doenças prevalentes e graves. No entanto, em ciência, toda hipótese, por mais sensata que possa parecer, precisa ser devidamente testada. Foram desenhados grandes estudos nos quais se fornecia vitaminas para pacientes em risco de câncer ou de doenças cardiovasculares de maneira aleatória e controlada por placebo (ensaios clínicos randomizados, duplo-cegos, controlados por placebo). No início da década de 1990, os resultados destes estudos começaram a ser publicados em importantes revistas médicas. Para decepção geral, a suplementação com vitamina A aumentou o risco de câncer de pulmão e teve efeito neutro na mortalidade cardiovascular. A vitamina E não ajudou a prevenir doenças cardíacas e vasculares e aumentou o risco de câncer de próstata e de morte. A história da ciência traz lições importantes... Hoje é a vitamina D que está na moda! Esta vitamina participa na regulação do metabolismo do cálcio, garantindo saúde óssea e ajudando a prevenir fraturas. Além disso, a vitamina D parece desempenhar outras funções biológicas. Diferentes estudos associam sua deficiência a diversos problemas de saúde. Câncer, doenças autoimunes (como esclerose múltipla e artrite reumatoide), doenças infecciosas (como tuberculose e viroses), doenças neurológicas, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares já foram associadas à deficiência de vitamina D. E os diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2 não ficaram de fora! Estudos observacionais e de caso-controle sugerem que a deficiência de vitamina D possa estar associada ao desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 1 em crianças. Alguns estudos pequenos e não controlados também sugerem que uma suplementação na infância possa ajudar a prevenir a doença. No entanto, até o momento, não existem estudos robustos confirmando estes achados preliminares. Pacientes obesos e com diabetes mellitus tipo 2 frequentemente apresentam deficiência de vitamina D, mas o excesso de peso parece ser o culpado pela deficiência da vitamina e não o inverso. Uma revisão sistemática de 21 estudos evidenciou que quanto menores os níveis de vitamina D no sangue, maior o risco de diabetes mellitus tipo 2. Outros estudos também sugerem associação da deficiência com mais gordura abdominal e síndrome metabólica. E uma única substância natural e barata desponta como um promissor tratamento para diversos males! Conhecemos uma história parecida, não? E a ciência parte para testar a hipótese de que a suplementação de uma vitamina possa ser útil na prevenção de doenças prevalentes e graves mais uma vez... Uma revisão sistemática dos estudos que procuraram testar se a suplementação de vitamina D poderia ajudar a diminuir o risco cardiovascular encontrou 18 ensaios clínicos que avaliaram este tipo de tratamento. Para grande decepção, a vitamina D não ajudou a prevenir diabetes nem doenças cardiovasculares. Apresentou apenas um efeito muito discreto na pressão arterial sistólica: reduziu em média 1,9 mmHg. Isto quer dizer que num paciente com pressão de 140/90 mmHg, o efeito médio foi redução para 138,1/90 mmHg. Quase nada! Mas isso quer dizer que a vitamina D não é importante para quem é diabético ou apresenta risco para esta doença? Não! Isto quer dizer que até o momento a suplementação de vitamina D não se mostrou eficaz para prevenir ou tratar o diabetes mellitus, logo, não pode ser recomendada com estas finalidades. Se doses mais elevadas, maior tempo de uso, maior exposição ao sol podem fazer diferença, ainda não sabemos. Estudos precisam ser feitos para avaliar estas hipóteses. Assumir que um tratamento, por mais inofensivo que possa parecer, é eficaz, além de gerar custos desnecessários, pode expor pessoas a riscos ainda desconhecidos. Basta lembrar dos pacientes que foram tratados com suplementação de vitaminas A e E e que tiveram mais câncer por causa disso...

sábado, 6 de agosto de 2016

Médico Giovanni fala de sua parceira com Welington Moreira

Ele será o candidato a vice-prefeito nas eleições de outubro CARATINGA – Como publicado na coluna Painel da edição de ontem do DIÁRIO DE CARATINGA, está confirmado o nome do médico Giovanni Corrêa da Silva, 56, do partido Rede, como candidato a vice-prefeito ao lado de Welington Moreira (DEM), o “Doutor Welington”. Natural de Caratinga, Giovanni é casado com Claudet Neves da Silva, auditora fiscal aposentada da Receita Federal; e pai de quatro filhos, Gustavo, Bruno, Roseane e Naiara. Doutor Giovanni, como é conhecido, se mudou para Belo Horizonte aos 17 anos para estudar medicina e assim que se formou, em 1985, foi para o estado do Pará a convite de um médico amigo que já estava lá há quatro anos. Giovanni morou no Pará durante 17 anos e em 2002 voltou para Caratinga. O médico atua na área de obstetrícia e ultrassonografia. Questionado se já gostava de política antes de se candidatar a vice de Dr. Welington, Giovanni disse que quando residente no Estado do Pará, coordenou três campanhas municipais, vencendo todas. Durante as três gestões, ocupou o cargo de secretário municipal de Saúde. Ele ressaltou que ao voltar para Caratinga, resolveu não se envolver mais com política, mesmo gostando. “Mas considerando a atual situação social, em primeiro lugar a saúde, seguida da educação e moradia, resolvi disponibilizar o meu nome para vice-prefeito na coligação com o Dr. Welington, para, caso sejamos eleitos, fazermos um governo totalmente voltado para a população de Caratinga”, disse. O médico afirmou que “seu conhecimento na área médica, somado às experiências com a política municipal, somarão ao respeitável nome e experiência do Dr. Welington”.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Carolina Emerick lança primeiro CD intitulado “Vou Adorar”

Jovem cantora realiza sonho de infância e segue caminho de adoração e culto a Deus
MANHUAÇU – A jovem cantora Carolina Emerick lança seu primeiro CD intitulado “Vou Adorar”. Ela realiza um sonho de infância e conta com o apoio da família para levar afrente o amor e adoração a Deus. Carolina Emerick começou a cantar ainda quando era criança, aos 3 anos. Filha de Almerinda Emerick e Romilson Paiva, eles moravam em Cabo Frio (RJ). Com apoio do seu avô pastor Gérzio Paiva, da Assembleia de Deus Ministério Madureira, em Cabo Frio (RJ), Carolina Emerick continuou a louvar em cultos. Depois retornaram para a cidade natal, Manhumirim. Como toda criança constrói sonhos, inicia o sonho da Carolina Emerick, o de se tornar uma cantora e ter o seu próprio CD. Mesmo com lutas e desafios Carolina Emerick, não desistiu. Passados alguns anos, Carolina Emerick se muda para o estado de Rondônia e demostra o talento por onde passa. Ao retornar para Manhumirim se casa com Moises de Oliveira, presbítero da Primeira Assembleia de Deus em Manhuaçu. Com apoio da sogra, Leocádia de Oliveira e sogro João Celestino, uniram o sonho do coração da Carolina Emerick, com a força de vontade, incentivo e gravaram o primeiro trabalho musical. O CD é repleto de músicas abençoadas, composição da própria cantora e família e da dupla da MK Music, Gislaine & Mylena, onde surgiu o título do CD, canção da dupla, Vou Adorar. “Agradeço, primeiramente, a Deus por proporcionar esse CD, pois tudo tem feito pela fé. Louvo ao Senhor Jesus pelo apoio da minha família, que tem me ajudado neste ministério. Foi com muita luta, mas sabemos que Deus nos faz mais que vencedores”, disse Carolina Emerick O culto de consagração do CD será no dia 7 de agosto, às 19h00 no templo sede da Primeira Assembleia de Deus, em Manhuaçu.

sábado, 30 de julho de 2016

História do Pr.Cesino Bernadino

Os GMUH nasceram no final da década de 70, com uma visão que Deus deu ao pastor Cesino Bernardino, que recém chegava e assumia a igreja em Camboriú, SC. Assim que o pastor Cesino Bernardino chegou a Camboriú encontrou a pequena igreja em uma crise espiritual e financeira muito grande. Não teve outra alternativa senão começar uma grande campanha de oração para que Deus lhe mostrasse uma saída. Por incrível que pareça era exatamente isso que estava faltando para que houvesse uma manifestação divina na mesma. Várias casas, tanto no centro da cidade e interior, se transformaram em casas de orações, assim como existem até nos dias atuais. E, em uma dessas casas, no bairro hoje denominado Dom Amaro, onde morava o presbítero Agenor Borba, que hoje dorme no Senhor, e onde ainda vive sua esposa irmã Nair Borba, Deus, pela primeira vez, fala sobre o grande avivamento que derramaria sobre os crentes. A primeira manifestação divina foi falar através de profecia que Deus escolhia a pequena cidade de Camboriú como cabeça e não como calda. Ninguém entendeu o que aquilo queria dizer, mas Deus continuava se manifestando de forma visível, batizando dezenas de crentes no Espírito Santo. À medida que as orações ficavam mais fervorosas, Deus se revelava mais ainda falando ao pastorpastor Cesino que Camboriú seria uma cidade conhecida mundialmente, pois uma grande obra seria realizada na cidade. Logo os comentários do reavivamento começavam a correr pelas cidades vizinhas, e logo em outros estados brasileiros. pastor Cesino, convicto de que era Deus trabalhando, reúne uma equipe de diáconos e presbíteros para que visitassem as congregações e ministrassem sobre o batismo no Espírito Santo. O mais incrível, era que em cada congregação visitada o número de batizados crescia milagrosamente, a ponto de esta equipe começar a viajar o Brasil espalhando esse fogo ardente em corações. Estava nascendo um verdadeiro reavivamento que inflamaria todo o país. Conforme os dias se passavam, Deus começava a falar de uma forma mais explícita que a obra que realizaria seria uma obra de reavivamento espiritual e salvação de almas, ou seja, Deus estava começando a fazer de Camboriú um celeiro de profetas, de homens e mulheres que pregariam em todo o mundo o Evangelho. Os membros dessa equipe de avivamento começaram a ter visões espirituais e, uma que marcamos, quase todos que vivemos aqui e conhecemos toda a história, foi a do irmão Euclides Bernardi, hoje um de nossos pastores, que então viu uma grande mão jogando sementes de trigo por todo o mundo e florescendo. Cada dia que passava Deus falava que Camboriú seria levantada como cabeça, mas os projetos divinos eram tão grandes que eram difíceis de entender. Como uma cidade tão pequena e pacata seria conhecida em todo o mundo? No início da década de 80 pastor Cesino Bernardino sente de realizar um congresso, um pequeno evento para os membros da igreja de Camboriú, e falar sobre tudo o que estava acontecendo nas orações e que tudo aquilo deveria ser transformado em uma visão missionária, que ele estava começando a entender que Deus queria que ele unisse a igreja para encontrar uma pessoa para ser um missionário. Acontece então no início da década de 80 o 1º Encontro de Missões, na igreja sede. Nesse mesmo encontro uma jovem estudante, cheia do Espírito Santo, rende-se ao Senhor e entrega-se para ser a primeira missionária! pastor Cesino a envia, então, para a República Argentina, e depois dela outros e outros. As orações eram mais constantes nas casas e o número de crente que as freqüentavam cada dia crescia. Em uma dessas orações mais uma vez Deus fala ao pastor Cesino: “Meu filho, amplie as fronteiras, mas não te esqueças do Amazonas”. Antes mesmo de se descobrir o que seria o Amazonas, Deus dá uma visão ao hoje pastor Amauri Geraldo, de uma viagem a bordo de um pequeno barco nos grandes rios amazonenses. Ele conta aquilo em uma das orações e pastor Cesino decide então fazer sua primeira viagem ao Amazonas. A cada mês de abril acontece em Camboriú - SC, o maior evento missionário do Mundo, que tem como única visão, conscientizar o Brasil para evangelizar o mundo. div class="separator" style="clear: both; text-align: center;">

terça-feira, 19 de julho de 2016

Rapaz salva adolescente e morre afogado

IPANEMA (MG) - Leandro Prado Crispim, 27 anos, morreu afogado ao salvar um garoto de 13 anos no rio Manhuaçu, na manhã de sábado, 16/07. O fato foi no trecho da chamada Ponte de Pedra, na divisa entre Ipanema e Caratinga. Segundo as testemunhas, Leandro estava trabalhando na Ponte de Pedra cortando eucaliptos. Os pais do adolescente estavam afastados do menino, que brincava debaixo da ponte, quando começou a se afogar. Leandro pulou e salvou o menor, em seguida, acabou se afogando e morreu. O corpo de Leandro foi retirado das águas por populares. Bombeiros, Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil foram ao local. Com Claudio Vianei - Fotos de João Rodrigues Fonte: Portal Caparaó - parceiro do Super Canal